FIBRAS NA ALIMENTAÇÃO: por que são importantes? – Diário do Diabetes
Alimentação Saudável

FIBRAS NA ALIMENTAÇÃO: por que são importantes?

  As fibras alimentares são caracterizadas como um conjunto de substâncias derivadas de vegetais que são resistentes à digestão e absorção no intestino delgado humano, com fermentação completa ou parcial no intestino grosso. Isto é, a fibra é definida como uma parte do alimento que não é absorvida e passa direto pelo intestino.

  Dentre as suas especificidades encontram-se: o não fornecimento de calorias, redução da absorção de colesterol, gorduras e açúcares, e, proporcionam longa sensação de saciedade, já que, elas permanecem no estômago junto aos outros nutrientes durante mais tempo, tendo como consequência o retardo na sensação de fome e o consumo de mais calorias.

Frequentemente as fibras alimentares são encontradas em alimentos de baixo teor calórico, como frutas e verduras, sendo assim, quando o indivíduo adota um estilo de alimentação rica em fibras, o consumo calórico é minimizado. Dentre as características mencionadas em relação as fibras, está a capacidade de regulação do trânsito intestinal, contudo, faz-se necessária a ingestão suficiente de água.

 As fibras insolúveis são aquelas encontradas nos pães integrais, cereais, cenouras, couve e na casca da maça, eficientes no aumento do trânsito intestinal, diminuindo a constipação. Já as fibras solúveis (aveia, farinha de aveia, ervilhas, frutas cítricas, maçãs e framboesas, feijões), são úteis para reduzir o trânsito intestinal, contribuindo assim para a qualidade de vida das pessoas que têm o intestino solto e episódios de diarreia, em suma, elas têm efeito positivo sobre a mucosa e a microbiota intestinal, fortalecendo as bactérias benéficas, essas as quais são indispensáveis para proteger o órgão contra processos infecciosos.  

Portanto, o emprego de uma alimentação contendo fibras em vista de auxiliar também na redução de açúcar no sangue e proporcionar a sensação mais estendida de saciedade, é uma excelente opção para o manejo do nível glicêmico.

REFERÊNCIAS:

  1. American Diabetes Association. Standards of Medical Care in diabetes 2020. Facilitating Behavior Change and Well-being to Improve Health Outcomes: Standards of Medical Care in Diabetes 2020. Diabetes Care 2020;43(Suppl. 1):S48–S65 | https://doi.org/10.2337/dc20-S005.

Deixar um Comentário