14 DE NOVEMBRO: DIA MUNDIAL DO DIABETES | Diário do Diabetes
Diabetes

14 DE NOVEMBRO: DIA MUNDIAL DO DIABETES

Nesta data especial, o Diário do Diabetes vem homenagear todos os Enfermeiros, pois eles fazem a grande diferença na prevenção e no tratamento do Diabetes Mellitus. 

A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) afirma que está em curso uma epidemia de diabetes mellitus (DM). Estima-se que, atualmente, a população mundial com DM é de 382 milhões de pessoas, número que deverá atingir 471 milhões em 2035. No Brasil, a estimativa é de que haja mais de 10 milhões de diabéticos, e esse número pode alcançar 15 milhões até 2025. Esses dados são alarmantes e requerem políticas públicas mais eficazes, bem como a corresponsabilidade da sociedade.

O Ministério da Saúde, em parceria com o IBGE, realizou a Pesquisa Nacional de Saúde, demonstrando que o DM atinge 9 milhões de brasileiros, o que corresponde a 6,2% da população adulta. Em consideração ao alto índice de morbimortalidade, a prevenção do DM e de suas complicações é a prioridade das ações de saúde pública do Ministério da Saúde.

O cuidado integral ao usuário com DM e à sua família e seus cuidadores é um grande desafio para a equipe de saúde, principalmente no que diz respeito a auxiliar o usuário a mudar seu estilo de vida e adotar medidas preventivas, o que pode, consequentemente, mudar o modo de viver de seus familiares e amigos.

Nesse sentido, o acesso a informações sobre o DM e a formas de prevenção são fatores decisivos, que colaboram para reduzir os novos casos, bem como garantir qualidade de vida dos portadores de diabetes assim como evitar o aumento de gastos com saúde.

O Censo do IBGE (2010) da população brasileira indicou que o número de usuários com DM no Brasil ultrapassa a casa de 12 milhões. Para prestar uma assistência de saúde com qualidade, o Brasil conta com mais de 5 mil Equipes de Saúde da Família, mais de 6 mil hospitais públicos e privados. Dessa forma, ressaltamos que nos diferentes ambientes assistenciais, os profissionais de saúde prestam cuidado integral aos usuários com doenças crônicas. Fica evidente mais um segmento de atuação da equipe de saúde.

Educação e recursos financeiros são vitais no auxílio aos profissionais de saúde na luta contra o diabetes.

 Com essa realidade, é imprescindível que os profissionais de saúde sejam capacitados para melhor orientar os usuários nas questões educativas, comportamentais, nutricionais e assistenciais que estão alavancando a epidemia do DM no país, especialmente no sentido de minimizar a desigualdade ao acesso aos serviços de saúde.

Orientação. A melhor solução.

Fonte: Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD); Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Deixar um Comentário