Entenda mais sobre os tipos de diabetes | Diário do Diabetes
Diabetes

Entenda mais sobre os tipos de diabetes

Saiba mais sobre os principais tipos de diabetes e o que fazer para controlá-lo e ter uma boa qualidade de vida.

Se você descobriu há pouco tempo que tem diabetes, talvez ainda esteja se acostumando com a notícia e não saiba exatamente o que fazer ou como o seu organismo reagirá à nova condição. Entender o que é e quais são os principais tipos de diabetes pode ajudar você nesse momento inicial.

De forma geral, o diabetes se caracteriza pela produção insuficiente ou ação ineficaz da insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas, que é responsável por transformar em energia o açúcar presente em nosso sangue (glicemia). Quando esse processo fica comprometido, precisamos tomar algumas ações para controlar nossa taxa glicêmica e evitar complicações, como problemas cardiovasculares, oculares e renais, entre outros.

Neste artigo vamos falar sobre os diferentes tipos de diabetes e como é o tratamento de cada um deles.

Diabetes tipo 1
O diabetes tipo 1 ocorre quando o organismo, por meio do sistema imunológico, destrói as células responsáveis pela produção da insulina. O resultado é que o corpo não tem insulina suficiente para processar o açúcar que a pessoa ingere. O tratamento do diabetes tipo 1 passa pela aplicação de insulina e medicamentos, além de mudanças de estilo de vida e prática regular de atividades físicas.

Apenas de 5% a 10% dos portadores de diabetes são do tipo 1. O diabetes tipo 1 aparece com mais frequência em crianças e adolescentes, embora possa também ser diagnosticado em adultos.

Diabetes tipo 2
O diabetes do tipo 2 é o mais frequente tipo de diabetes. Aparece em cerca de 90% dos casos. É frequente em indivíduos obesos e se caracteriza pela resistência à insulina. Acomete mais os adultos, principalmente, após os 40 anos de idade. Como muitas vezes é associado aos maus hábitos alimentares e obesidade, o diabetes tipo 2 pode ocorrer também em pessoas mais jovens e, frequentemente, em indivíduos com histórico familiar de diabetes.

Na maioria dos casos, o tratamento inicia-se por mudanças dos hábitos alimentares e prática de atividades físicas. Em alguns casos, quando há significativa redução do peso, estas ações já podem ser suficientes para controlar o diabetes. Em outros, associa-se medicação e, em alguns casos, a introdução da insulina é necessária.

Diabetes gestacional
Caracteriza-se pela elevação da glicemia durante a gestação por conta da mudança hormonal na qual a mulher passa durante o período de gestação. O tratamento é baseado em atividades físicas e alimentação saudável e, quando necessário, utilização de insulina. O diabetes gestacional tende a desaparecer depois do parto.

Pré-diabetes
O pré-diabetes não é exatamente o diagnóstico do diabetes, mas um sinal de que você está prestes a desenvolvê-lo, caso não tome os cuidados necessários. O pré-diabetes se caracteriza por níveis de glicose mais altos do que o normal, porém, não chegam a configurar diabetes. Se você ainda está nessa fase, saiba que é possível revertê-la – o que acontece em cerca de 50% dos casos. Para isso, é necessário adotar uma alimentação saudável e praticar atividades físicas regulares.

Seja qual for seu tipo de diabetes, é perfeitamente possível ter uma ótima qualidade de vida. Para isso, é necessário, além das mudanças na dieta e da prática de atividades físicas, fazer um acompanhamento regular com um médico endocrinologista, além de outros especialistas.

Quer saber mais? Então leia nosso artigo “A importância do acompanhamento médico no tratamento do diabetes” e tire todas as suas dúvidas!

Deixar um Comentário