Hipoglicemia | Diário do Diabetes
Dia a dia Diabetes

Hipoglicemia

A hipoglicemia é caracterizada por níveis muito baixos de glicose no sangue (glicemia) – abaixo de 70 mg/dl. Porém, é importante considerar que outros níveis de glicemia também poderão ser levados em conta. Como cada caso é um caso, converse com seu médico para determinar os seus níveis de alerta de hipoglicemia.

 

Principais causas

  • Aplicação de doses de insulina superiores ao que estava utilizando, independentemente do tipo da insulina;
  • Utilização de maior dosagem de drogas hipoglicemiantes orais do que o indicado pelo médico;
  • Redução da alimentação – pular uma refeição ou diminuir a quantidade ou tipo de alimentação ou mesmo de deixar de fazer os lanches recomendados entre essas refeições;
  • Prática de atividade física a que não estava habituado ou mais exercício do que o de costume;
  • Insuficiência hepática ou renal;
  • Utilização de outros medicamentos em conjunto com os para o tratamento do diabetes;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas, especialmente quando a ingestão é feita sem o acompanhamento de alimentos.

 

Sinais e Sintomas

  • Suor frio
  • Tremedeira
  • Taquicardia (batimentos do coração acelerados)
  • Nervosismo
  • Tontura, vertigem
  • Náusea
  • Visão embaçada
  • Fraqueza
  • Alteração de memória
  • Fome excessiva
  • Irritabilidade
  • Sono excessivo
  • Sensação de formigamento e dormência dos lábios
  • Dor de cabeça
  • Confusão mental
  • Pesadelos noturnos
  • Falta de coordenação motora
  • Perda da consciência
  • Convulsões

 

Como se trata um episódio de hipoglicemia?

Identificar os sinais e sintomas da hipoglicemia é um auxílio importantíssimo no controle e correção dos episódios de hipoglicemia. Quando perceber que está tendo uma hipoglicemia, deve-se ingerir rapidamente algum tipo de alimento que contenha açúcar de rápida absorção. Várias soluções são possíveis tais como balas, água com açúcar, refrigerante “comum”, meio copo de suco de laranja ou leite com um pouco de açúcar. Hoje em dia existem produtos específicos para o tratamento da hipoglicemia. São sachês de glicose que possuem cerca de 14 g de glicose líquida e que, em geral, de um a dois sachês são suficientes para correção. Os sintomas devem desaparecer rapidamente, sendo comum, no entanto, um certo grau de fraqueza após a hipoglicemia que desaparecerá posteriormente. É fundamental o conceito de que tratar uma hipoglicemia não é prejudicial para o paciente, pois pode mesmo salvar-lhe a vida.

A hipoglicemia deve ser tratada rapidamente. Se for possível, é importante documentar a hipoglicemia através de exame de glicemia com um glicosímetro, para que se tenha certeza do nível de glicose. Porém, sintomas de hipoglicemia devem sempre ser tratados rapidamente, mesmo que não seja possível realizar o teste com o glicosímetro!

Existem situações mais graves em que o portador de diabetes pode estar inconsciente e, portanto, impossibilitado de ingerir açúcar. Nesse caso as pessoas que com ele convivem devem saber aplicar uma ampola de GLUCAGON, seja via intramuscular ou subcutânea. Nestes casos é importante que o paciente ingira algum alimento de absorção lenta ao recobrar a consciência.

 

Como prevenir a hipoglicemia?

  • As doses de medicações devem ser rigorosamente respeitadas e alteradas segundo orientação preestabelecida pelo médico.
  • Não pular nenhuma refeição e fazer os lanches nos intervalos.
  • Não esquecer de ingerir algum alimento antes de dormir, especialmente em casos dos que aplicam insulina pela noite.
  • Deve-se sempre estar checando a glicemia com o uso de glicosímetros.
  • As pessoas que convivem com o portador de diabetes devem conhecer sua condição e estar aptas a ajudá-lo se necessário.
  • É boa norma manter uma ampola de glucagon no trabalho e em casa onde familiares e colegas tenham fácil acesso.
  • O paciente com diabetes deve carregar consigo algum tipo de alimento com açúcar de absorção rápida, como balas ou sachês de glicose, próprios para corrigir os episódios de hipoglicemia.
  • Antes da realização dos exercícios físicos é importante a ingestão de algum alimento de fácil digestão por volta de uma a uma hora e meia antes da prática esportiva.
  • Antes de atividades de risco como por exemplo, antes de dirigir, deve-se realizar o teste de glicemia.
  • Deve-se também medir a glicemia após os exercícios.
  • Todo portador de diabetes deve levar consigo um cartão ou pulseira identificando sua condição. Na identificação deve estar escrito, de forma simples e direta, como se comportar diante de uma situação de emergência ou de inconsciência.

A mensagem final é que o reconhecimento dos sinais e sintomas da hipoglicemia é a melhor forma de preveni-la e tratá-la. Sempre que acontecer uma hipoglicemia é importante comunicar ao médico e procurar estabelecer a causa para se evitar novos episódios.

Baixe aqui um cartão de identificação “tenho diabetes” para que você tenha ajuda mais rápido quando tiver uma crise de hipo.

Deixar um Comentário